A dificuldade de aprendizagem é um distúrbio intelectual do qual uma desordem afeta a capacidade do cérebro de receber e processar informações. A dificuldade pode acontecer devido a diversos fatores, inclusive genéticos, além de serem dificuldades que podem afetar atividades especificas de aprendizagem.

O que causa a dificuldade de aprendizagem?

A dificuldade de aprendizagem pode ser resultado de diversos fatores, todos eles envolvendo danos cerebrais. Esta dificuldade pode ser causada por defeitos na estrutura do cérebro, quantidade incorreta de neurotransmissores ou falta de comunicação em partes do cérebro. Além disso, a dificuldade de aprendizagem pode também estar ligada a herança genética.

Tipos de dificuldade de aprendizagem

Existem vários tipos de dificuldade de aprendizado, envolvendo áreas de percepções diversas. A dificuldade pode envolver a discriminação, impedimento e memorização visual ou aditiva, mau relacionamento do que é ouvido ao que é o sentido, entre outras dificuldades. Estas dificuldades de aprendizagem podem estar associadas ou não, por isso, cada uma especificamente tem a sua denominação.

Dificuldade de aprendizagem

Entre as diversas dificuldades de aprendizado, as mais conhecidas são TDAH e Dislexia. O TDAH é o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, que é um problema neurológico, que envolve sintomas de inquietude, desatenção, falta de concentração e impulsividade. A Dislexia por sua vez, é uma dificuldade no momento da leitura, da qual o individuo faz trocas e omissões em letras e silabas, lentidão na hora da leitura e também o pulo de partes do texto sem perceber. Além destas, há outras dificuldades de aprendizagem, como a Disgrafia (dificuldade na escrita), Discalculia (dificuldade de realizar cálculos), Dislalia (dificuldade na fala) e Disortografia (dificuldade na linguagem escrita).

Tratamento para a dificuldade de aprendizagem

O tratamento para a dificuldade de aprendizagem é um processo terapêutico. Exceto em casos extremos, não é preciso realizar um tipo de medicamento. Os tratamento são realizados por pedagogos, psicopedagogos, fonoaudiólogos e psicólogos, através de terapias e assistências especiais, inclusive na sala de aula.